fbpx

Como gerar tráfego para seu e-commerce? Saiba onde anunciar

A migração de lojas físicas para o e-commerce já é uma realidade atual, mas não basta criar uma boa loja virtual, é preciso desenvolver uma estratégia para gerar tráfego de qualidade e esse é o primeiro passo se você quer escalar suas vendas.

O tráfego nada mais é que o volume de pessoas que chegam até o seu site. As empresas buscam aumentar cada vez mais esse número de visitantes, porém, é importante considerar a qualificação dessas pessoas de acordo com seu negócio, ou seja, saber onde anunciar para encontrar o seu público ideal no momento certo da jornada de compra.

Quer entender como gerar tráfego qualificado para seu e-commerce e conquistar mais conversões? Este guia é para você!

Entendendo o tráfego qualificado

Antes de nos aprofundarmos em cada ferramenta e estratégia, é necessário entender o que é de fato um tráfego qualificado. O tráfego começa a partir da ação de atrair um grande número de pessoas para sua loja virtual, contudo, imagine a seguinte situação:

Centenas de intolerantes a lactose em uma loja de queijos.

De fato, temos uma contradição nesse exemplo, afinal, intolerantes a lactose não costumam comer queijo e esse encontro seria um total fiasco. Portanto, concluímos que levar um número alto de pessoas não significa converter, pois é preciso que elas estejam interessadas no seu produto, se tornando qualificadas para seu tipo de negócio.

Além de atrair o público ideal, você também precisa analisar se o potencial cliente está no momento certo da jornada de compra, isto é, se ele de fato já está decidido que vai comprar.

Ele pode estar somente pesquisando para conhecer mais sobre um assunto que envolve sua empresa, e se você oferecer a compra nesse momento, provavelmente não vai atingir a conversão, afinal, ele ainda não deseja o produto. Contudo, depois de nutrir esse cliente com conteúdos de valor, quando chegar a necessidade de compra, ele vai lembrar e procurar pelo seu e-commerce.

Como aumentar o tráfego de pessoas no site

Depois de entender a importância da qualificação, é preciso conhecer o caminho para conduzir o público certo e gerar tráfego dentro do seu e-commerce. Existem duas formas de cumprir esse objetivo: organicamente ou com anúncios pagos.

Tráfego Orgânico

Na forma orgânica, o tráfego é gerado sem a necessidade de um anúncio sobre seu negócio. Quando alguém pesquisa por algo e o seu e-commerce tem um dos resultados mais relevantes entre todas as opções da internet para esta pesquisa, mesmo sem anunciar no Google, ele será um dos primeiros resultados na busca, aumentando as chances de alguém clicar e visitar o site. 

Para ter um site bem posicionado de forma orgânica, é necessário um conjunto de estratégias e práticas conhecido como SEO (otimização para mecanismos de busca), ou Search Engine Optimization, em inglês. Essa estratégia consiste em realizar melhorias e otimizações em um site, blog e outras páginas de destino, a fim de posicionar o site como relevante e garantir uma boa posição em ferramentas de buscas como o Google.

Apesar de demandar investimento em conteúdo e otimização de seu site, essa estratégia orgânica acaba sendo a mais rentável, pois você não paga a cada clique, como é o caso da mídia paga. Entretanto, o tempo necessário para começar a gerar resultados é longo. Em todos os casos, é recomendável pensar em SEO desde o início, pois isso fará seu e-commerce ter um bom rankeamento com o tempo.

Porém, se você busca resultados mais rápidos e mensuráveis, existem estratégias de Marketing de Atração e Performance a partir de anúncios pagos em diferentes canais.

Cada canal e cada estratégia tem suas particularidades, que podem ou não, se tornar vantagens competitivas para gerar tráfego no seu e-commerce, por isso é ideal entender como cada um funciona:

Como funciona o Google?

O Google é uma ferramenta de busca utilizada para encontrar produtos, informações, instruções e os mais variados conteúdos para atender uma necessidade em determinado momento. As pessoas digitam o que procuram, analisam os dados carregados e clicam em um ou mais resultados que acreditam ser relevantes para aquela busca.

Como funcionam as Mídias Sociais?

As mídias sociais — por exemplo, Facebook e Instagram — como o próprio nome deixa explícito, são canais de relacionamento social no meio online, onde na maioria das vezes as pessoas não estão buscando por nada específico, estão simplesmente vivendo sua vida social online, rolando na tela infinita de feeds cheios de postagens.

Qual a diferença entre esses canais?

O Google é um motor de busca, muito diferente do Facebook ou do Instagram, que por sua vez, são plataformas de redes sociais. Eles funcionam de maneira divergente, como você já pôde perceber acima, portanto, o Google é um canal mais objetivo, pois as pessoas estão ali para buscar coisas específicas, o que pode ser eficiente em gerar mais tráfego e volume de compras rápidas.

Enquanto nas Mídias Sociais, onde o objetivo não acaba sendo tão específico, você poderá utilizar uma estratégia de Marketing de Atraçãopara gerar audiência engajada e alcançar pessoas com potencial de comprar o seu produto, mesmo que não naquele momento, mantendo um relacionamento online e impactando-a no futuro com chamadas para aproveitar uma oferta, por exemplo.

Devo anunciar no Google?

Para compreender se você deve anunciar no Google, a primeira coisa que você precisa saber é: existem pessoas buscando por aquilo que você tem a oferecer no Google? Isso é bem fácil de checar. O próprio Google tem uma ferramenta chamada Planejador de Palavras-Chave (ou Keyword Planner em inglês). 

Dentro do Planejador de Palavras-Chave

Você pode encontrar a ferramenta através da pesquisa do Google, é bem fácil e intuitivo. Lá dentro comece a fazer testes, digitando alguns termos que o seu potencial cliente digitaria para encontrar a sua oferta, e crie algumas variações, para entender melhor o volume de pessoas que têm buscado essas palavras chaves.

A própria ferramenta também vai te sugerir variações e mostrar o volume de busca delas, o que vai ajudar bastante a ter ideias e analisar se o volume dessas pesquisas é o suficiente, ou seja, se há um certo número de pessoas buscando pelos termos de busca referentes ao seu produto dentro do Google. Com essas informações, você poderá validar se, de fato, é interessante para o seu negócio investir em uma conta de anúncios do Google (Google Ads).

Vale a pena?

Se houver volume de busca, vale a pena testar e checar a possibilidade de gerar resultados, além disso, analise também quanto vai custar esse resultado. Se na média, o custo por venda que você produzir através do Google Ads for muito alto, a ponto de inviabilizar sua venda, mesmo havendo volume de busca, talvez você não consiga gerar bons resultados para seu negócio. Mas se ao fazer o teste você ver que a conta fecha e vale a pena, é um excelente canal para alavancar vendas rápidas e escalar o seu negócio.

Devo anunciar nas Mídias Sociais?

Para anunciar nas mídias sociais e conseguir produzir resultados, você precisa mostrar algo que gere interesse o suficiente a ponto da pessoa parar a rolagem infinita, isso é, tirar a atenção do que ela está fazendo e direcionar essa atenção no que você está oferecendo à ela. 

Por isso, normalmente, antes de mostrar uma oferta de um produto ou serviço nas mídias sociais, é importante em primeiro momento, atrair a atenção do público com um conteúdo de valor, ou seja, algo relevante que contribua para resolver ou informar sobre determinado assunto, ainda melhor, quando esse for um possível problema que seu cliente está enfrentando. Dessa forma, você poderá gerar uma audiência e começar um relacionamento online.

Simplesmente parar o que seu cliente está fazendo para oferecer uma ação de compra geralmente não traz resultados, ou, mesmo que alguém converta, o custo para realizar essa venda será muito caro, o que inviabiliza a ação. 

Vale a pena?

Nas Mídias Sociais os anúncios são pagos a cada mil, ou seja, é pago um valor para mostrar mil vezes esse anúncio para um público. Caso seu anúncio não seja tão interessante, ou seu público não esteja correto, essas mil impressões serão gastas, porém não irão gerar atenção suficiente para converter em uma venda. No entanto, se seus anúncios são interessantes e seu público estiver bem configurado, você provavelmente vai conseguir resultados excelentes.

A maior parte dos nossos clientes aqui na agência conseguem gerar resultados com esses dois canais, trabalhando de forma complementar, utilizando tanto o Google, quanto as Mídias Sociais em nossas estratégias.

O importante é acompanhar o ROAS —Retorno sobre Investimento em Anúncios, na tradução livre —em cada um dos canais, assim, você vai entender qual vale mais a pena e poderá direcionar mais investimento para aquele canal, aumentando seus resultados.

Gerar volume de tráfego é igual a gerar mais vendas?

Certamente, a resposta para essa pergunta é não! Lembre-se que anúncios no Google ou nas Mídias Sociais são só a parte visível do marketing digital. Sem uma boa estratégia e execução, o resultado tende a ser menos seguro e rentável. Como falamos no início, não basta volume, é necessário que seu tráfego tenha interesse pelo que você oferece.

Além disso, mesmo que seu tráfego seja qualificado, caso sua loja virtual não tenha uma oferta bem apresentada, uma boa política de compra e entrega, um excelente processo de venda e pós-venda, é bastante provável que a conversão não aconteça. Também é preciso estar em uma boa plataforma, que ofereça um site rápido e com fluxo de compra amigável. É necessário estar atento a todos os detalhes que podem fazer seu e-commerce performar bem e otimizá-los sempre.

A geração de tráfego é um dos assuntos mais importantes no sucesso de um e-commerce, por isso, deve ser levado a sério se você deseja performar bem e faturar mais com sua loja virtual! 

Gostou do nosso conteúdo? Assine nossa newsletter para ter acesso exclusivo a conteúdos completos e garantir que seu negócio vá cada vez mais pra cima!